A CONSCIÊNCIA RACIONAL É POSITIVA

(Valdir Santos Alexandrino, estudante de Cultura Racional, Viçosa – MG)

 

Inúmeros Conhecimentos abordam essa delicada questão: a consciência.

Alguns deles a abordagem é de um elevado teor, propiciando-nos um aprendizado valioso. De há muito, os orientais entendem que há um campo de ação natural da natureza e que referido campo exerce sua regente ingerência na natureza humana. Manifesta-se, individualizado, em todo Ser ligado a ela; portanto, também no Ser Humano.

Hoje, os mais amadurecidos entendem que a consciência é a resposta para ampliarmos a um ponto básico de equilíbrio a nossa relação com a vida em todas as suas formas de ser. A polimetria da vida dona de todas as vidas está apresentando pelo Mundo todo, crescentes efeitos nesta Fase Racional.

O Campo elétrico e magnético é um conjunto de energias básicas da Natureza em deformação. E a mente elétrica e magnética, em sua evolução, veio estabelecendo uma variedade de  terminologias para expressar-se sobre essa Aura vibratória de essência fluídica, onde reside o Magnetismo da Mecânica Material.

Saltando de um polo a outro, adentrando pelos conteúdos de Cultura Racional, observamos de pronto e taxativamente, que aquilo que se diz ser “consciência” se trata mesmo, e em última análise, é de “consciência deformada”, a consciência falha do viril humano.

E, se nos propusermos ao entendimento das definições do grandioso conhecimento de Cultura Racional; então, somos levados a concluir que só mesmo um Raciocínio acima de todos os raciocínios, por se tratar do Raciocínio Supremo, é que pode nos falar, primeiramente, em consciência e depois, em Consciência Suprema. E não, quem não é portador nem de uma coisa nem de outra; dando provas disso, por viver desconhecido: de quem é, de onde é, de onde veio, porque veio, como veio tomar a forma de um Ser em transformações sucessivas, por não ser o seu Ser certo. E esse sempre foi o estado confuso de todos nós. Sim, que todo animal Racional é confuso, porque ele não sabe porque ele é um animal.

E, se reportando à razão de assim sermos, a Cultura Racional nos explica que, a Energia elétrica e magnética (mas, se referindo aí à Aura Energética vibratória deste Universo em deformação) passa por três repartições funcionais (Livro Universo em Desencanto, volume l44º do Histórico, 4ª mensagem e 171º do Histórico, 7ª mensagem):

Como 1ª repartição funcional, temos a parte líquida, ou Campo Líquido, que é a parte do chão. É a Energia elétrica e magnética que transformada em líquido, acabam compondo-se como óvulos geradores, que são corpúsculos de energia em estado líquido, donde principiamos a viver nossa passagem de vida efêmera, provisória, improvisada, que por si mesma se deleta. Posto que, essa Energia é um deletério. Enfim, trata-se desse célebre líquido seminal ínfimo, do aparelho de reprodução de filhos-irmãos, esse “nada“ chamado “sêmen“, para a formação do Ser.

Como 2ª repartição funcional, temos o Ser formado num tudo aparente; mas, surgido do nada; essa essência do magnetismo que é produto também de uma transformação. Agora, é o próprio Aparelho de uma Máquina de matéria elétrica e magnética, de vida transitória. Trata-se dos Seres constituídos como máquinas de reprodução, por meio da Energia transformada em líquido seminal, ou ainda,  da semente líquida que está no limite da visibilidade humana. Como se vê, somos feitos por essas duas Energias em conjunto, elétrica e magnética, transformadas em líquido, que é o sêmen. No se transformar, esse líquido toma a forma dessa máquina elétrica e magnética, comandada pelas duas energias em conjunto, que fizeram a massa da máquina.

Como 3ª repartição funcional, temos enfim, a Energia em estado de vida invisível, que ninguém vê, mesmo, o seu estado de vida.  Aqui se fala da Essência propriamente dita que é o conjunto elétrico e magnético invisível. E a Energia elétrica e magnética em estado de vida invisível, ela comanda seus feitos como suas ferramentas, através do pensamento e da imaginação. Porque, ela em Essência fluídica, é a vida que fez todas as outras vidas deste todo vivente que é o Mundo. A Dona de todas as vidas que fez, faz e mantém de tudo. Quando a Cultura Racional nos está falando de Natureza, ela se refere a esse todo vivente fluídico, se refere a esse conjunto das duas energias de condensação material: elétrica e magnética, as causadoras de nossa lapidação enquanto estivermos nessa classe de animal Racional.

Nós somos uma espécie que sempre foi formada por três Energias. Além dessas duas citadas energias do pensamento: a energia elétrica e magnética, sempre fomos constituídos também, pela 3ª Energia: a Energia Racional deformada no istmo do mesencéfalo, como máquina do raciocino.

E agora, desde 1935, a Natureza mudou de Fase e de comportamento evolutivo, porque a Fase do Pensamento terminou e entrou a Fase substituta, a Fase do desenvolvimento do raciocínio pela Energia dele, a Energia Racional.

Mas, nesta Fase Racional, depois que terminou a Fase de animal Racional, a Energia elétrica e magnética se transforma em Seres invisíveis das classes inferiores desta deformação. Porque a Fase de animal Racional terminou. E quem continuar pertencendo a esta classe, continua a vida da matéria; mas, assim que vier a extinção do raciocínio, desce de classe e vai tomar forma de corpos de vida sucessivamente mais inferiores, irracionais. É que esses vírus da matéria ficam por conta da energia elétrica e magnética, duas energias de condensação material ou irracional. E a classe de animal Racional que é formada por três Energias, perde a energia do raciocínio e se perde na descida para a 22ª eternidade. É que a causa do raciocínio, que é o corpo de Energia Racional, não conseguindo subir para representar a pessoa no Mundo Racional; então, a pessoa fica com a individualidade perdida neste Mundo Animal, como irracional.

Qual que é a Essência da terra?  E qual que é a Essência da água?

A Essência da terra é a parte magnética, uma Resina oriunda daquele 1º Campo cosmológico, eletrônico, donde foi extraída, para se tornar (das três Essências poderosas básicas) a mais fraca. Hoje, é uma Energia poluída.

E a Essência elétrica é a parte da água, que se tornou uma Energia degenerada; porque, depois que a resina virou pó, a água se infiltrou e ali ficou incubada. O que fez com que esse pó se tornasse uma substância aparentemente sólida.

Porque há essa força geradora da água?

Porque antes de ser água, era uma Planície pura, limpa e perfeita de vida própria. Era Energia Racional que, no se transformar, saiu do seu estado natural, perfeito de ser.  Que, se degenerou em água e depois se transformou, deformando–se como uma infinidade de corpos de massa feita pela água. A transformação da Planície é a origem da massa deformada de vida microbiana, de todos os corpos materiais existentes: visíveis e invisíveis. Tudo veio da Planície que era uma massa e veio descendo afastando-se de sua Base de origem Racional. E que deu causa à origem dessa massa de todos os corpos de matéria existentes neste Mundo deformado. Para ver que: não existe efeito sem causa. A causa do filho é o pai. E não existe segundo sem primeiro.

E o que é este Mundo?

É, este Segundo Mundo, um ante-mundo; porque, já existia de outra forma antes desta. E é também um anti-mundo, porque sua Natureza investe contra seus habitantes infligindo-lhes maus tratos. Ela nos cria, nos faz sofrer e nos mata. Nele, somos gerados e feitos em corpos de massa produzidos pela água. Este é o Mundo da degeneração Racional. É uma consequência do primeiro Mundo, o Mundo Racional, o Mundo dos puros, limpos e perfeitos.

E quem foi que nos fez? Todas essas revelações já estão em toda a Obra de Cultura Racional (e no Volume 180º do Histórico, o RACIONAL SUPERIOR nos esclarece): “Foi você mesmo quem se fez! Porque todos eram Habitantes do Mundo Racional, todos que aí estão nesse segundo Mundo, e saíram do Mundo Racional e entraram por essa Planície passeando, fazendo uso da liberdade que tinham!… Estão aí, sofrendo as consequências do que fizeram para si mesmo, materializados em forma de máquinas do raciocínio.”

Este Mundo foi feito por quem?  Por Deus? Responde–nos o Livro Universo em Desencanto (Volume 180º do Histórico, título 2º, 4ª mensagem): Habitantes do Mundo Racional, uns tantos que saíram do Mundo Racional, foi que o fizeram. E este 2º Mundo não foi feito por Deus. Uma Planície Racional por onde entraram… porque não estava pronta para entrar em progresso, se transformou. E com a sua transformação, chegou o fim dos Habitantes do Mundo Racional, por perderem todas as suas virtudes. Perderam a vida de Racional… e se extinguiram em cima da resina e da goma. Houve então, a materialização dos Habitantes do Mundo Racional na terra e na água e que daí, originou-se a máquina do raciocínio. De forma que os construtores deste Mundo são os mesmos que o habitam e que tomaram essa forma de animal de origem Racional.

Mas, e a Planície Racional, a parte dela que se afastou do Mundo Racional e desceu até aqui?  É obra de quem?

(Volume 180º Histórico, título 2º, 4ª mensagem):

“Obra do Verdadeiro Deus! E se Deus não existisse, não existiria a Planície Racional que se transformou em terra e água, feita esta transformação, pelos Habitantes do Mundo Racional…. Se Deus não existisse, não existiria este 2º Mundo, que a causa dele foi a Planície Racional se transformar. E por este 2º Mundo ser consequência de seus próprios habitantes, é que aí estão todos com o livre arbítrio, dando expansão a todas as suas vontades…. Deus existe! É um Ser do 1º Mundo, o Mundo Racional. E por isso, não tem a ver com este 2º Mundo!… Porque este Mundo foi feito pelos seus habitantes e por isso, aí estão materializados em forma de máquina do raciocínio, que é um Habitante do Mundo Racional… Este 2º Mundo é da transformação dos que entraram pela Planície Racional, que não estava pronta para entrar em progresso.”

É minha gente, todo esse aparente progresso, no rever das coisas, é uma retrocessão. É um progresso retrocessivo; indo a regresso. Todos julgando que estão indo para a frente e, em contrapartida, a humanidade chegou a este ponto retrógrado, desumano, de ter ficado desconhecida de si mesma. Permeada de uma inconsciência superada.

E em nossas imaginações variantes, desde longínquos séculos de veteranas eras, ficamos cultivando ficções imaginárias como se fossem definitivas verdades. Agora, conjecture só por um momento, se Deus fosse daqui deste 2º Mundo que é uma soberba fonte de raciocínios perdidos, este Mundo do encanto, do sofrimento e do pranto. Que tragédia não seria, se Deus fosse produto desta Galáxia Térrea, a Galáxia do Pensamento! Ainda bem que chegou a hora, o dia, o tempo e a época do advento desse Conhecimento de Cultura Racional, justamente nesta Fase perigosa, nesse cotidiano que o Mundo está atravessando, de atentados que dizimam dezenas e centenas de criaturas, provando e comprovando que, todos sucumbem ligados a essas duas energias do irracional, vivendo como se bichos fossem; e ninguém está tendo com quem contar nem onde se agarrar!

E Quem poderia nos transmitir este Conhecimento? Só mesmo DEUS o Verdadeiro Criador, é somente Quem nos poderia dar o Conhecimento do antes da existência de tudo que existe. O real Conhecimento da realidade definitiva, para a Racionalização dos Povos, para a aquisição do equilíbrio de razão Suprema, a ser alcançado pelo desenvolvimento do raciocínio, nesta Fase Racional.

É hora de todos nós lermos os Livros: “Universo em Desencanto”, de Cultura Racional.

Tenhamos todos saúde e paz!